Italian Couture

When you want real luxury and impeccable design.When considering any facts about fashion, it’s impossible not to think of the first country where it all began – Italy! Starting from the Renaissance to the present day, Italy was the first and inviolable country of fashion. Thanks to the many well-known designers who are at the top of the fashion scene, including its capital eternal city – Rome, Italy has a high position in the world of luxury fashion map. Is synonymous with style, elegance, creativity and beauty.

dolce-men-3

Gucci, Bottega Veneta, Dolce & Gabbana, Miu Miu, Roberto Cavalli, Emilio Pucci, Missoni, Prada, Valentino, Giorgio Armani, Versace, Trussardi… names that are well known to all, and come from Italy.

miumiu1

It is known that the Jaqueline Kennedy wore Valentino wedding dress at a wedding with Onassis. Marilyn Monroe was walking in the famous Salvatore Ferragamo red shoes, while Michael Jackson loves Borsalino hat.

As the epicenter of the explosion of style, elegance and beauty, Italy with its famous ateliers of haute couture has become a measure of taste on an enormous scale.

Prada_milano

Trends are changing, so it’s very important that customers are always informed what it is trendy at the moment.

Some will prefer to choose classic pieces, some eccentric … Someone pay attention to detail, color and accessories such as beads, bows, ribbons, spikes and rivets, fringed … The fact is that quality materials indispensable. “MADE IN ITALY” is an excellent indicator that the focus is on the high standards of customers who require high-quality pieces of clothing and accessories.

valentino-inverno-2014-6

source

If Everything Goes Wrong

Pois é, e se tudo der errado, o que eu faço? Este post é para ajudar as pessoas que tem essa dúvida. E minha dica é, se tudo der errado faça pulseiras e venda. Uma menina da minha escola fez pulseiras, vendeu e comprou um iPhone 5 com o dinheiro. Toda a ajuda é bem vinda, não ?

DIY Wrap Bangles

wrapbracelet0

– pulseiras de metal

– fios para bordar coloridos

– “charms”

– argolas de 6mm e 7mm

– palito de dente

– E6000 cola

– alicates

– tesoura

wrapbracelet11

Comece colocando um pouco de cola na ponta do palito de dente. E ponha uma gota de cola na area da pulseira.

wrapbracelet21

Coloque a ponta de um dos fios na cola e comece a enrolar bem apertado ao redor da pulseira.

wrapbracelet31

Uma vez que você já “encapou” a parte da cola, você não precisa ficar prestando atenção para enrolar precisamente. Você pode enrolar normalmente ao redor da pulseira e depois de algumas voltar empurre com o dedo para tudo ficar junto.

wrapbracelet41

Continue enrolando até chegar ao fim. Adicione um pouco de cola na pulseira para terminar de enrolar.

wrapbracelet5

Usando os alicates, comece colocando as argolinhas e os charms.

 

One down, more to go.

wrapbracelet7

photos 1

Diana de Poitiers

diane-de-poitiers-mistress-of-henri-ii-king-of-france

Uma mulher que fora escolhida para ser o grande amor da vida de um rei. Ela não era simplesmente “a outra”, porém, aquela com qual ele se abriu de coração, alma e mente.

Diane e Henry II tiveram uma história de amor tão intensa que as marcas desta paixão estão espalhadas por toda a França atual.

Ainda jovem, 15 anos de idade, casou-se com o vice-rei da Normandia, Louis de Brezè, que tinha 56 anos.

Diane-de-Poitiers-pozand-pentru-Diane-la-vanatoare

A paixão entre Henry II e Diane iniciou quando o pai de Henry, em transações políticas, entregou como reféns ao espanhol Carlos V seus dois filhos menores: Francisco (8) e Henry (7).

No dia da entrega das crianças, todas as damas da corte deram muito mais atenção para Francisco, o preferido do pai. Neste momento, Henry se sentiu rejeitado e abandonado. Apenas uma dama percebeu seu desamparo e angústia. Diane de Poitiers deu-lhe um abraço forte e um beijo carinhoso na testa transmitindo força e coragem para enfrentar os dias de cativeiro.

Como o tratado não foi respeitado por Francisco I, as crianças ficaram presas até novas negociações. Os anos foram se passando, Henry sonhava na prisão com aquela bela dama da corte e seu beijo mágico.

Francisco I pagou em moedas de ouro o resgate dos filhos e ainda teve que se casar com Eleonora da Áustria, irmã do imperador espanhol Carlos V.

Para comemorar a liberação das crianças, foi organizada uma grande festa onde, como de costume, cavaleiros combatiam em homenagem a uma dama da platéia.  O filho mais velho, Francisco, agora com 12 anos, escolheu a amante do pai. O irmão, Henry de 11 anos, que deveria escolher a nova rainha Eleonora, escolheu sua sonhada e querida Diana de Poitiers, de 31 anos.

Com a morte de Louis de Brezé em 1531, a jovem e bela viúva ficou livre para ser novamente cobiçada por pretendentes da nobreza. Ambiciosa, bem decidida a não se casar novamente, aos poucos construiu um personagem que seduziria a todos, a “mulher fatal” do século XVI. Como uma boa atriz, usava o branco e o preto, símbolo da viuvez.

Com a morte de Francisco, o filho mais velho, Henry torna-se herdeiro do trono.

Henry havia se casado, obrigado, três anos antes com a sobrinha do papa Leão X, Catherine de Médicis. Casamento sem afinidades, puramente por razões politicas entre a França e a Igreja. A doce italiana Catherine, nada bela, mas muito inteligente, falava bem o francês, impressionava seus contemporâneos pelos inúmeros conhecimentos em matemática, física, ciências naturais e  astronomia. Henry era totalmente indiferente a ela.

Diane enfim se entregou ao sedutor adolescente, 20 anos mais novo. Ela, 37 anos, usava de todos os meios para guardar sua juventude. Banhos gelados, exercícios físicos ao ar livre, dieta espartana, nenhuma maquiagem nociva para pele, somente um creme a base de carne moída de pomba (ver receita abaixo), e um segredo: um copo de água misturado com ouro. Recursos misteriosos para conservar a boa forma e uma beleza escultural.

Em 1547, o rei Francisco I morre. Henry, 28 anos, sobe ao trono conhecido agora como Henry II. Diana tem 48 anos e eles se amam há mais de 10 anos.

83172772.EiCbXgx5.smallDSC02123

Agora como rei, este ménage à trois tem novo sentido. Com Catherine de Médicis, ele a usará para suas obrigações divinas e soberanas deixando um máximo de herdeiros que futuramente darão continuidade a sua politica de reformas do Estado. Com Diane de Poitiers, ele transformará este amor em algo misterioso e sagrado. Adotou o preto e o branco da viuvez de Diana, mandou espalhar o monograma com a letra H e dois D entrelaçados por paredes e fachadas de vários castelos da França.

dilev2

Encomendou esculturas em baixos relevos de Diana a Caçadora com seus atributos, o arco, a lua crescente, cachorros de caça, a gazela.

Em 1559, Henry II, comemorando o casamento da sua primeira filha, morre acidentalmente na altura da atual Praça de Vosges. Enfim, Catherine de Médicis, (40 anos), poderá se vingar daquela que a humilhou e a que fez sofrer durante 23 anos.

castelo1

Diane é obrigada a restituir as jóias da coroa e o mais belo presente dado pelo rei, o castelo de Chenonceau, no Vale do Loire. Ela terminou sua vida no castelo d’Anet, herança do marido, e continuou a beber do “Elixir da beleza Eterna” até morrer intoxicada pelo ouro, aos 66 anos, linda e jovem.

Uma autópsia realizada em 2008 nos restos mortais e mechas dos cabelos de Diana foram encontradas uma taxa de ouro 250 vezes mais que o normal.

Creme rejuvenescedor por Diane de Poitiers:

Para ter uma pele clara e lisa, faça um mistura com suco de pepino, melão, planta aquática nenúfar, flor-de-lis e fava. Mistura-se tudo adicionando carne moída de pombo, coloca-se manteiga, açúcar em pó, seiva de cânfora e miolos de pão branco. Colocar em seguida vinho branco. Deixar repousar por algum tempo. Destilar o excesso de líquidos até obter um creme untuoso. Depois do banho frio, espalhe o creme pelo corpo e o rosto.

“Atenção, beber ouro em excesso é altamente prejudicial a saúde”.

. O monograma se encontra no primeiro andar, escada Henri II, Museu do Louvre.

. Escultura de Diane se encontra na Sala Cariatides, Museu do Louvre.

Fonte.

Beauty Essentials

Image

 

1. comprar – Por mais que não estamos entrando no outono como os países do norte, a mudança de temperatura é grande, então é importante que os lábios fiquem sempre hidratados. E lindos.

2. comprar – Até parece um crime não ter um drink tropical em suas mãos enquanto usa um lindo hot pink lipstick.

3. comprar – A essência de frescor desta fragrância combina perfeitamente com a primavera. É um toque fresco no clássico Chloé rose, com toques cítricos que nos fazem pensar que estamos sentados na varanda, bebendo limonada. Além disso, o vidro do perfume é lindo e combina perfeitamente com uma penteadeira.

4. comprar – Uma essencial que não pode faltar é o clássico chapéu panamá. É lindo e combina perfeitamente com um par de óculos escuros, um scarf de seda chique.

5. comprar – Um protetor solar de alta qualidade que além de ter um cheiro delicioso é pequeno o suficiente para carregar na bolsa.

6. comprar – O lápis de olhos não é mais exclusivamente daquelas meninas de 12 anos e daqueles vizinhos excêntricos. Diferentemente do lápis preto, cores como verde esmeralda, azul turquesa ou roxo darão um destaque incrível em seus olhos. E é só manter o resto da maquiagem no mínimo, para não exagerar.  

7. comprar – Acessórios grandes ainda não saíram de moda, se apostar no colar, use brincos mais discretos e vice-versa. Sugiro, para a primavera, cores neon, que destacam e mudam radicalmente a aparência de inverno para um clima mais verão.