The Book of Your Future

Desculpem-me minha ausência 😦 Porém voltei com milhões de ideias para novos posts. Espero que gostem.

Books

Estava passando pela minha página de inicio do wordpress e vi um post de um blog que eu não lembro qual era que falava sobre futuro e livros, eu não li direito, então a primeira ideia que veio em minha mente foi de um livro que contava o seu futuro que falava sobre o que irá acontecer com você até sua morte.

Você leria?

Foi isso o que me perguntei, se eu leria este livro. E eu não obtive resposta. A cada momento que chegava mais perto da resposta, pensando na minha curiosidade de saber se eu teria filhos, como seria meu marido, o nome dele, se eu já o conheço se ainda não conheço, se farei mesmo medicina, se irei publicar um livro, se meu casamento será bonito, o vestido que eu vou usar, se eu vou emagrecer, como seria minha primeira vez, quantos namorados eu teria, quais doenças, como seria a minha morte?

E essa curiosidade, crescendo e crescendo, estava quase certa de que a resposta seria sim, porem, no mesmo instante eu pensei, e qual seria a graça de viver sendo que meu futuro eu já conheço, qual é a graça de ler um livro ou assistir um filme que você já sabe o final? Não há.

Assim, cheguei na conclusão de que é melhor viver nas incertezas do amanhã do que uma vida sem elas. Pois cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é.

Winds of Change

A cada dia que passo mais me convenço de que a única coisa que teremos certeza é de nossa morte. A vida é confusa e cheia de incertezas. Recentemente mudei novamente minha profissão da história da arte para medicina. Alguém me explica o que há de errado comigo? Enfim, acho que só sou um pouco volúvel…

Essa semana andei pensando em que escrever aqui e eu estou escrevendo e nem sei sobre o que, eu falo, falo e falo, mas nem sempre sei sobre o que eu estou falando. Mas mais cedo hoje, fiquei falando com a minha mãe sobre um lugar incrível que eu havia achado no tumblr, (http://www.colette.fr) e é uma loja que eu nunca tinha reparado na Saint Honoré, e me deu uma vontade imensa de ir para Paris, e estudar francês, e ficar lá durante mil anos. Porém a vida não é tão colorida assim, como dizia John Keats, se eu ao menos pudesse ter uma vida de sensações em vez de uma vida de pensamentos.

large-5

large-7

“Paris is always a good idea” – Audrey Hepburn

Parisian and Londoner

Não sou nem parisiense nem londrina, porém, essas são minhas duas cidades favoritas no mundo inteiro… Este espaço que crio, será usado para a postagem de tudo que vem a minha mente e “and my hopes and dreams…” haha. Basicamente, tenho, hoje, 17 anos de idade, estou no meu quarto em São Paulo e deixando de estudar para postar… lindo né. Estou tentando me manter firme em uma dieta, esperando que eu me mantenha firme em outras coisas como por exemplo os estudos…
large-2
Não está fácil essa vida. Terceiro ano do colegial, nunca achei que fosse tão difícil, estudar a beça, ter de tomar decisões que podem determinar o resto da sua vida. Eu por exemplo quero fazer história da arte. Que futuro com história da arte eu posso ter no Brasil ? Quase nenhum… E foi assim que decidi fazer a faculdade na Inglaterra. Por isso “hidden in london” e tal. Só espero não estar fazendo a escolha errada. Todo mundo diz para mim “ah, mas porque você não faz uma profissão que dê mais dinheiro ?” quem sabe porque eu não quero, porque todas as outras não se comparam com essa, entendo que essas pessoas só querem o meu bem, mas controlar a minha vida não está rolando. Assim, cheia de dúvidas, fui para a minha psicóloga na segunda e conversando com ela eu percebi uma coisa, eu vivo muito intensamente, e esqueço do que é importante, além de que eu quero o futuro e esqueço do presente. Vou explicar. Quando tem uma barra de chocolate deliciosa, eu esqueço da dieta e devoro a barra, ou quando eu estou com sono e é hora da academia eu não vou para a academia para ficar dormindo, deixo de estudar para assistir séries ou ficar horas no tumblr… Ou seja, esse é o problema da minha vida, o porque eu não estou magra e entre outros problemas. E desenvolvendo esse wordpress, espero perceber os meus momentos de fraqueza e tentar ser “forte” e me focar nesse “presente” que é tão importante que eu não dou o devido valor.